Informação sobre osteoporose, causas, sintomas e tratamento da osteoporose, identificando o diagnóstico associado à osteoporose e contribuindo com dicas de alimentação e atividade física que permitam a sua prevenção ou promovam o seu tratamento.


terça-feira, 29 de julho de 2014

Osteoporose, uma doença silenciosa

Osteoporose é uma doença silenciosa, até que surgem complicações causadas por fraturas (fraturas que podem ocorrer após um trauma mínimo). Essas fraturas são comuns e colocam um enorme fardo do ponto de vista médico e pessoal sobre o envelhecimento dos indivíduos, tornando-se num grande custo econômico.
A osteoporose pode ser impedida e pode ser diagnosticada e tratada antes que ocorra qualquer fratura. É importante ressaltar que, mesmo após a ocorrência da primeira fratura, existem tratamentos eficazes para diminuir o risco de novas fraturas. Prevenção, deteção e tratamento da osteoporose devem ser uma preocupação de prestadores de cuidados de saúde primários. Ao longo do tempo têm-se tornado cada vez mais claro que muitos pacientes não estão tendo acesso a informação adequada relativamente às formas de prevenir a osteoporose; e muitos pacientes não estão a ser sujeitos a testes apropriados para diagnosticar a osteoporose ou estabelecer o risco de osteoporose; e, uma vez diagnosticada (por testes ou pela ocorrência de uma fratura), muitos pacientes, não estão a ser alvo de qualquer uma das terapias eficazes que podem melhorar a condição de osteoporose. 

SINOPSE DAS RECOMENDAÇÕES IMPORTANTES PARA O MÉDICO
Algumas recomendações referem que deve haver maior atenção médica sobre mulheres na pós-menopausa e homens com 50 anos ou mais, e incluem:
• Assessoria sobre o risco de osteoporose e fraturas relacionadas.
• Verificar a existência de causas secundárias.
• Aconselhar sobre quantidades adequadas de cálcio (pelo menos 1.200 mg por dia) e vitamina D (800-1.000 UI por dia), incluindo suplementos se necessário, para os indivíduos com 50 anos ou mais.
• Recomendar exercícios regulares de fortalecimento muscular para reduzir o risco de quedas e fraturas.
• Recomendações para evitar o tabagismo e consumo excessivo de álcool.
• Em mulheres com 65 anos ou mais e homens de 70 anos ou mais, recomendar teste de densidade mineral óssea (DMO).
• Em mulheres e homens com idades entre 50 e 69 anos, pós-menopausa, recomendar testes BMD, quando existe preocupação com base em seu perfil de risco.
• Recomendar testes BMD para aqueles que tiveram uma fratura, para determinar grau de gravidade da doença.
• Iniciar o tratamento em pessoas com fraturas no quadril ou coluna vertebral (clínica ou morfométrica).
• iniciar a terapia em pacientes com niveis DMO inferiores ou iguais a -2.5 no colo do fémur ou na coluna vertebral por dupla energia de raios-X, depois de adequada avaliação. 
• Iniciar o tratamento em mulheres na pós-menopausa e homens com 50 anos ou mais velhos com baixa massa óssea no colo do fémur ou da coluna vertebral.
• Promover opções farmacológicas para a prevenção da osteoporose  e/ou tratamento que incluem bisfosfonatos (alendronato, ibandronato, risedronato e ácido zoledrônico), calcitonina, estrógenos e/ou hormonioterapia, paratireóide hormonal (teriparatida) e estrogênio agonista / antagonista (raloxifeno).

Índice dos artigos relativos a Osteoporose

ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL